fbpx

Dormir bem é o melhor remédio | CONTATO (11)3539-2790

Rua Dr. Veiga Filho, 350 | 7ºandar - Higienópolis - São Paulo

SE SENTE SONOLENTO DURANTE O DIA? VEJA O QUE PODE ESTAR ACONTECENDO

Quem anda se sentindo muito sonolento, precisa parar e ver o que está acontecendo.

É muito comum em nossos textos focarmos na insônia, pois ela é o pilar que fundamental no nosso Blog. E nossa intenção aqui produzir cada vez mais material que ajude a você a combater o problema.

No entanto, dos males de distúrbios do sono, há um sintoma causado pela insônia que se destaca por ser até um dos mais prejudiciais dentre todos os outros sintomas que ela acarretados pela insônia: a sonolência diurna, mais precisamente a narcolepsia.

Nós já fizemos um artigo falando a respeito dessa doença. Nele, fizemos uma análise indo a fundo no problema e explicamos que ela infelizmente não pode ser tratada, mas pode ser controlada.

No entanto, hoje queremos abordar a parte mais leve e tratável de quem é sonolento durante o dia devido à insônia.

Sim, se você tem andado muito sonolento ultimamente e sem nenhuma disposição, seja para o trabalho, para atividades físicas ou mesmo sair com seus amigos, esse artigo é pra você.

A sonolência diurna é uma consequência direta da insônia. E é extremamente prejudicial à saúde.

Muito já se sabe sobre a quantidade de horas de sono necessária que um ser humano precisa para literalmente descansar e repor as energias.

Porém, por diversos fatores, esse “dever” não é cumprido.

Se você está cansado de ser tachado como “bicho preguiça” entre as pessoas ao seu redor entenda: a falta de informação é que trás esse “bullying”, se é que podemos chamar assim.

A maioria das pessoas de hoje, talvez por terem crescido em uma época onde expressões como insônia, depressão ou crise de ansiedade não eram comuns, acabam por não levar a sério o problema.

Mas é preciso que você, e somente você, entenda que a insônia é real e precisa ser tratada.

Seu sono durante o dia pode até não te levar a doenças graves ou mesmo à morte, porém pode colocar em risco seus amigos, sua família e até mesmo seu trabalho.

Continue conosco para saber mais a respeito de como tratar essa sonolência durante o dia.

Causas prováveis para o sono durante o dia

Existe um motivo para o nosso relógio biológico funcionar bem, manter o equilíbrio do nosso organismo para que nosso corpo seja saudável.

Justamente por isso existe a quantidade de horas certa para dormir. Se a privação do sono faz mal ao ser humano, dormir demais faz mal tanto quanto.

Um sono de qualidade é a garantia de que você ficará bem para cumprir toda a sua programação diária.

Você pode até não saber, mas enquanto você dorme, muitas coisas acontecem em seu organismo, o que inclui a produção de uma série de hormônios.

Esses são os maiores responsáveis pelo bom funcionamento do seu corpo, eles auxiliam na recomposição do seu organismo repondo suas reservas energéticas.

Sendo assim, sentir muito sono durante o dia pode ser sinal de que alguma coisa não vai bem com sua saúde.

Repare, não estou falando de um bocejo ou outro durante o dia. Episódios constantes de bocejos e sonolência durante o dia, se forem frequentes, é sim uma razão para ficar atento.

Existem algumas causas mais prováveis para o sono durante o dia.

A primeira causa, claro, é a consequência da noite mal dormida. Mas, não de uma ou outra, de várias delas seguidas com frequência.

A alimentação também é uma causa comum. Tendo em vista que uma alimentação pesada afeta o sono durante a noite, e por isso é bom evitar determinados alimentos.

Alimentos que possuem um alto índice glicêmico, por exemplo, são digeridos de forma rápida, e logo deixam o corpo sem energia e contribuem para que o indivíduo sinta sono.

Enquanto que medicamentos, devido às suas fórmulas, também afetam o sono e muitas vezes aumentam o cansaço durante o dia.

Estamos falando de remédios básicos como analgésicos, os antialérgicos e antigripais, por exemplo.

Vale ressaltar também que outros fatores como o horário de deitar, a iluminação do quarto e ruídos também interferem na qualidade do sono e, consequentemente, provoca sonolência diurna.

Existem dois tipos de sonolência: a primária e a secundária.

A sonolência primária, ou hipersonia, é causada por problemas nas regiões do cérebro que controlam as funções de sono e períodos acordados.

Mas se você anda sonolento por conta de sintomas como fadiga, por exemplo, sua sonolência é secundária. Veja alguns outros fatores que determinam esse outro tipo de sonolência:

    • Condições médicas;
    • Apneia do sono;
    • Doença de Parkinson;
    • Insuficiência renal;
    • Síndrome da fadiga crônica;
    • Depressão;
    • Anemia;
    • Obesidade;
    • Alguns tipos de câncer;
    • Mudanças hormonais;
    • Baixo funcionamento da tireoide;
    • Trauma na cabeça;
    • Quimioterapia;
    • Uso de alguns tipos de medicamentos;
  • Uso de drogas ou álcool.

Repare que todas essas causas são tratáveis de alguma forma, sendo consideradas “comuns” para qualquer indivíduo.

Portanto, se o paciente for esforçado consegue suprimi-las e voltar a dormir bem.

Mas deve-se ficar atento a três causas em especial, pois são as mais graves.

    1. A depressão;
    1. A narcolepsia (doença caracterizada por ataques de sono irresistíveis durante o dia e paralisia do sono, dentre outros sintomas);
  1. A apneia do sono (distúrbio que faz o paciente parar de respirar rapidamente durante a noite, repetidamente).

Todas essas últimas doenças citadas podem desencadear o problema da sonolência diurna. Por isso é sempre importante ficar atento aos sintomas básicos.

Mesmo que você ande pouco sonolento durante o dia, mas ainda assim sonolento, procure um médico e verifique o problema.

As disfunções que impedem que o paciente durma bem durante à noite, como já foi citado, podem trazer consequências graves quando não tratadas, como o Alzheimer.

Não acredita? Confira um estudo no tópico abaixo a respeito.

Estar sonolento por um longo período pode ser Alzheimer segundo estudo

sonolento

Alzheimer é uma doença que abala não só a vítima como toda a família. Portanto, se é possível prevenir, por que não?

Um estudo recentemente foi publicado pela revista científica norte-americana JAMA Neurology. O estudo garantiu que há, sim, uma associação entre a doença e a sonolência diurna.

Isso se dá porque a sonolência durante o dia acumula beta-amilóide em indivíduos com mais idade e isso acaba por gerar uma ligação bem com o desenvolvimento do Alzheimer.

Eles chegaram a essa conclusão após analisar cerca de 283 pessoas com mais de 70 anos. Elas participaram do maior estudo longitudinal feito pela Clínica Mayo sobre envelhecimento, que incluía inicialmente 2.900 pessoas.

Os pacientes selecionados não tinham nenhum tipo de demência e responderam questões sobre seus hábitos de sono, além de terem concordado em passar por alguns escaneamentos do cérebro buscando por proteínas beta-amiloide.

Ao longo do estudo, 22% dos pacientes apresentavam problemas de sonolência durante o dia.

Comparando exames destes com outros pacientes (mais novos até), notou-se que eles tinham uma tendência a mostrar mais acúmulos e em maior velocidade de proteínas beta-amilóides em seus cérebros.

E, este é o evento que é associado ao Alzheimer.

Além do mais, foi visto também que os locais do cérebro em que esse acúmulo ocorreu são típicos de pessoas que apresentam o quadro desta doença.

A ideia central do estudo se originou da observação de que pessoas com Alzheimer costumam apresentar um sono mais interrompido.

Em estudos biológicos também houve a observância de que, durante o sono, o cérebro costuma limpar esses depósitos de amilóides.

Contudo, o que ainda não estava claro era se o fato de se dormir mal favorecia o acúmulo de proteínas beta-amilóides, ou se era este acúmulo que atrapalhava o sono.

Entretanto, é um fato que ainda está sendo analisado e estudado pelos pesquisadores.

O estudo afirma, mais uma vez, como a insônia é uma doença grave. Se você vem enfrentando esses problemas, não perca tempo. Busque a ajuda necessária.

No tópico abaixo você poderá conferir como essa ajuda pode vir.

Buscando a ajuda médica necessária por estar muito sonolento

Se você chegou até aqui é porque provavelmente tem sofrido com a sonolência.

Frequentemente você sente cansaço demais, ou mesmo apresenta algum dos sintomas que foram citados até aqui?

Calma, não se desespere. A sua falta de disposição durante o dia, os períodos frequentes de sonolência e a falta de sono durante a noite, têm solução.

E estou aqui para te ajudar!

Todos estes sintomas interferem diretamente nas atividades diárias, portanto, nosso primeiro conselho: é fundamental que você procure uma ajuda médica, converse com um clínico geral sobre o que está acontecendo.

O clínico geral, se não conseguir resolver o problema, pode te encaminhar para um especialista, os chamados doutores do sono.

Médicos altamente capazes e especializados na medicina do sono.

Mas tenha em vista que o diagnóstico nem sempre é rápido, pois o médico pode associar esse sono diurno com uma má alimentação, por exemplo, ou mesmo falta de vitaminas no corpo.

Sendo assim, você pode se antecipar e ir preparado para que o médico consiga te diagnosticar. Dessa maneira, você consegue ganhar tempo para iniciar as medidas de solução e possivelmente uma prevenção para algo pior.

Preparamos uma listinha de perguntas básicas para te ajudar. Perguntas que você deve responder e levá-las ao consultório. Veja:

    • Quantas horas você dorme por noite?
    • Acorda se sentindo descansado?
    • A sonolência vai piorando durante o dia?
    • Há algum horário em que ela é pior?
  • Você costuma tirar sonecas durante o dia?

Além dessas perguntas, caso tenha, leve também seu histórico médico, ele dirá a sua condição atual: medicamentos que ingeriu recentemente, vitaminas ou suplementos que você costuma tomar normalmente e etc.

Lembrando que é sempre bom levar um acompanhante para esse tipo de consulta.

Se você tiver dúvidas, anote. O especialista terá a resposta para todas elas. Mesmo que você não considere uma tal pergunta relevante ,faça assim mesmo, não saia do consultório com dúvidas.

Provavelmente uma bateria de exames será pedida.

Somente após analisar os resultados desses exames o diagnóstico de sonolência será ainda mais preciso.

O tratamento então é a próxima etapa e dependerá da causa do sintoma, pois como você sabe, pessoas são diferentes umas das outras.

O que pode estar gerando o sono excessivo em mim pode não ser o mesmo motivo que está deixando você mais sonolento durante o dia.

Assim como uma simples mudança de rotina ou uma dieta pode resolver o problema para mim, pode não resolver para você.

Biologicamente falando, a sonolência excessiva se dá devido a deficiência da hipocretina, um neurotransmissor que leva à sonolência diurna.

Além do quadro clínico, para identificar o distúrbio talvez seja necessário passar por uma polissonografia, o conhecido como o exame do sono.

A única certeza que de fato há é que, para todos os pacientes que estão em busca da solução para este problema, a prescrição de algum tipo de estimulante é quase que certa.

Esse é o tipo de medicamentos mais comuns para o combate à sonolência.

Justamente pela sonolência apresentar diversas causas é preciso um especialista para diagnosticá-la.

Somente ele poderá dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento.

Normalmente, o medicamento mais comum a esse tipo de tratamento de sonolência é o Engov.

Mas não faça uso deste ou de qualquer outro medicamento sem orientação médica. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique.

Também não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Cuidados extras com a sonolência diurna

sonolento

Não pense que você é o único sonolento do mundo e que você está sozinho.

Para se ter uma ideia do quanto distúrbios do sono são graves e ao mesmo tempo comuns, saiba que no mundo todo, são cerca de 3,3 milhões de pessoas sofrem com distúrbios do sono. Só no Brasil, foram registrados 90 mil casos.

A sonolência diurna atinge hoje 1 em 2.000 indivíduos.

Se você notou que tem sentido mais sono do que o normal, especialmente por não ter dormido a noite, fique atento.

Se você anda sonolento por esse motivo, pode ser que você esteja desenvolvendo um quadro de insônia.

Para ter um sono com melhor qualidade, preparei um conteúdo especial para você.

Baixe agora gratuitamente nosso e-book que vai te ajudar a dormir melhor, clicando no link abaixo.

➥ Quero transformar meu sono em qualidade de vida

Leave a Comment

(0 Comments)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *